quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Poema triste...

O meu nome é ''Sara''

Tenho 3 anos
Os meus olhos estão inchados,
Não consigo ver.
Eu devo ser estúpida,
Eu devo ser má,
O que mais poderia pôr o meu pai em tal estado?
Eu gostaria de ser melhor,
Gostaria de ser menos feia.
Então, talvez a minha mãe me viesse sempre dar miminhos.
Eu não posso falar,
Eu não posso fazer asneiras,
Senão fico trancada todo o dia.
Quando eu acordo estou sozinha,
A casa está escura,
Os meus pais não estão em casa.
Quando a minha mãe chega,
Eu tento ser amável,
Senão eu talvez levaria
Uma chicotada à noite.
Não faças barulho!
Acabo de ouvir um carro,
O meu pai chega do bar do Carlos.
Ouço-o dizer palavrões.
Ele chama-me.
Eu aperto-me contra o muro.
Tento-me esconder dos seus olhos demoníacos.
Tenho tanto medo agora,
Começo a chorar.
Ele encontra-me a chorar,
Ele atira-me com palavras más,
Ele diz que a culpa é minha, que ele sofra no trabalho.
Ele esbofeteia-me e bate-me,
E berra comigo ainda mais,
Eu liberto-me finalmente e corro até à porta.
Ele já a trancou.
Eu enrolo-me toda em bola,
Ele agarra em mim e lança-me contra o muro.
Eu caio no chão com os meus ossos quase partidos,
E o meu dia continua com horríveis palavras...
'Eu lamento muito!', eu grito
Mas já é tarde de mais
O seu rosto tornou-se num ódio inimaginável.
O mal e as feridas mais e mais,
'Meu Deus por favor, tenha piedade!
Faz com que isto acabe por favor!'
E finalmente ele pára, e vai para a porta,
Enquanto eu fico deitada,
Imóvel no chão.
O meu nome é 'Sara'
Tenho 3 anos,
Esta noite o meu pai *matou-me*.

Existem milhões de crianças que assim como a 'Sara' são mortos.

Fico desiludido até ao mais profundo de mim porque há tantas pessoas sem coração capazes de matar os próprios filhos e também por haver quem assista e não se sinta afectada(o) pelo que vê e não cumpra a sua obrigação de cidadão e deixe um ser humano ser mal tratado...

11 comentários:

Estrela Cadente disse...

Sem palavras...

Majo disse...

Já conhecia este texto. Mas acredita que sempre que o leio, choro e "morro" um pouco. São imagens que infelizmente existem mas custa-me conceber que alguém as protagonize. :(

Miepeee disse...

Triste, deprimente, revoltante, repugnante.

A Menina do Regador de Sonhos disse...

O ser humano é capaz do melhor e do pior... há acções e sentimentos incapazes de serem decifrados, porque simplesmente são tão horrendos e indescritíveis que não existe ninguém capaz de os entender... por mais que a ciência, a psicologia, a psiquiatria e a genética pesquisem e digam que tudo é derivado de problemas neurológicos, de histórias reprimidas na infância, de imitações, etc, não consigo imaginar que tudo isso supere o amor que um pai tem por um filho... mas a verdade é que supera e todos nós que não entendemos como isso é possível, vemo-nos amarrados perante cenários tão escrabosos, mas como disseste, podemos não ajudar o mundo inteiro, nem todas as crianças e inocentes, mas podemos ajudar o nosso vizinho e o horizonte que os nossos olhos alcança... se assim for, acabamos por todos ajudar a construir um mundo um bocadinho melhor...

PS: com a tua autorização, gostava também de publicar este texto no meu blog, não hoje, mas um dia destes... é a primera vez que o leio e gostava que o seu alcance fosse o maior possível...

Beijinhos

Satine disse...

:S :S :S

fiquei sem palavras... realidade nua e crua.

enfim `*

Lita disse...

Para quem tem filhos pequenos - é o meu caso - ler isto é uma dor terrível... abominável!

Skywalker disse...

Menina: claro que podes copiar o texto.

A Menina do Regador de Sonhos disse...

Obrigada!

The queen disse...

:( a realidade nua e crua, é impressionante como existem pessoas capazes das maiores atrocidades... Tocou especialmente porque eu e a "sara" partilhamos o mesmo nome, felizmente para mim não partilhamos a mesma história de vida... beijo*

sonhos/pesadelos disse...

conheço esse texto, e dá-me uma mágoa e repulsa cada vez que o leio...pensar que estas situações são reais é malévolo demais!!!

Kaila disse...

sem palavras...

Related Posts with Thumbnails